IAP

04/09/2017

Novo sistema agiliza análise do Cadastro Ambiental Rural

Desenvolvido pelo IAP e Simepar, ele será complementar ao fornecido pelo Governo Federal aos Estados. Com a ferramenta será possível verificar se há inconstância de dados em todos os cadastros do Sicar.

O Paraná passa a contar com o sistema GeoSicar para agilizar a análise dos cadastros das propriedades rurais junto ao Cadastro Ambiental Rural (CAR). O sistema, desenvolvido pelo Instituto Ambiental do Paraná e Simepar, foi apresentado nesta segunda-feira (04), na solenidade em que o governador Beto Richa lançou novas ações de sustentabilidade ambiental no Estado. “As ações e avanços conquistados diariamente pelo Paraná são revestidos de muita qualidade”, afirmou o governador.

Ele destacou a integração entre as secretarias de estado e entidades representativas de classe na efetivação dos projetos de proteção ambiental. “O trabalho integrado tem sido o grande responsável pelo alcance dos nossos objetivos. Hoje quase 100% da área passível de cadastramento já está efetivada e isso mostra a preocupação do Estado do Paraná na proteção de nossos recursos”, disse.

FUNCIONAMENTO - Segundo o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, o GeoSicar Paraná complementará as ferramentas do sistema Sicar fornecido pelo Governo Federal, que auxilia no planejamento ambiental e monitoramento da vegetação nativa, previsto pelo Novo Código Florestal. O novo sistema do Paraná será interligado ao Sistema de Gestão Ambiental (SGA), utilizados atualmente pelo IAP para licenciamento e monitoramento ambiental.

“Ele permite que analisemos se há inconstância de dados em todos os cadastros do Sicar. Também proporciona uma análise específica da propriedade sobre as necessidades de reposição florestal e áreas de manancial”, explicou o presidente do IAP.

O GeoCicar Paraná libera a sobreposição de mapas, imagens de satélite e bases de dados com informações como hidrografia, topografia, declividade, unidades de conservação estaduais e federais, áreas indígenas, áreas prioritárias para conservação, áreas prioritárias para a recuperação, corredores de biodiversidades, bacias hidrográficas, regiões fitogeográficas e várias imagens de satélite com a cobertura florestal do estado em diferentes períodos (anos). “O GeoSicar auxiliará o nosso trabalho de recomposição de matas ciliares e o produtor poderá projetar sua propriedade de acordo com suas culturas”, afirmou Mossato.

FUNDO AMAZÔNIA – O GeoCicar e demais ações do Governo do Estado para as análises dos Cadastros das Propriedades Rurais garantiram que o Paraná se tornasse o único estado fora do bioma da Amazônia a obter recursos do Fundo Amazônia, administrado pelo BNDES. O fundo disponibilizou R$ 18 milhões para execução do GeoSicar no Paraná.

No projeto estão previstos recursos para análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e para auxiliar no cadastramento de povos e comunidades tradicionais, como quilombolas, faxinais e indígenas. Hoje, o Paraná possui 376 mil imóveis rurais cadastrados e cerca de 15 milhões de hectares, ou seja, 98,7% da área passível de cadastramento. “Com o número de propriedades rurais cadastradas no CAR é possível ter uma visão exata da situação das florestas do Paraná”, afirmou diretor do Serviço Florestal Brasileiro, Raimundo Deusdará Filho.

CADASTRO - O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico obrigatório criado pelo Código Florestal (Lei nº 12.651/2012) e tem o objetivo de ajudar na identificação e na integração das informações, contribuindo para a regularização ambiental das propriedades rurais no País. O cadastramento no CAR deve ser feito por proprietários rurais até 31 dezembro de 2017.

O CAR e os sistemas complementares são ferramentas importantes para auxiliar no planejamento do imóvel rural e na recuperação de áreas degradadas. Através deles é possível fomentar a formação de corredores ecológicos e a conservação dos demais recursos naturais, contribuindo para a melhoria da qualidade ambiental.

PRESENÇAS: Acompanharam a apresentação do sistema a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti; o diretor administrativo do BRDE, Orlando Pessuti; o presidente da Associação dos Municípios Paranaense e prefeito de Assis Chateubriand, Marcel Micheletto; os deputados estaduais Márcio Nunes, Paulo Litro e Fernando Scanavaca; o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), Ágide Meneguette; o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep), Ademir Muller; o presidente da Organização das Cooperativas do Paraná, José Roberto Ricken.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Captcha Image Carregar outra imagem