IAP

04/10/2017

Alunos visitam viveiro florestal do IAP em São José dos Pinhais

Alunos do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Paraná visitaram, nessa quinta e sexta-feira (28 e 29), o viveiro florestal Felipe Roberto Diapp do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), em São José dos Pinhais. A visita promoveu aos estudantes a união da teoria de sala de aula com os trabalhos práticos na área de coleta, beneficiamento, armazenamento de sementes e produção de mudas.

Orientados pela engenheira Juliana Úmbria e pela responsável do viveiro, Maria Gleiciane, os alunos puderam aprender os processos de coleta, teste de germinação e pureza, armazenamento e destinação de sementes aos demais viveiros do IAP no Estado. Também tiveram a oportunidade de acompanhar as demais atividades que envolvem a produção de mudas florestais, como: semeaduras, repicagem, preparação das mudas para entrega aos produtores.

“A visita de alunos de Universidades, colégios, escolas é fundamental tanto para o órgão como aos alunos, deste modo ajuda a difundir a importância da recuperação e preservação ambiental”, disse Benedito Eugenio Padilha, coordenador do Programa de Regularização Ambiental (PRA) do Escritório Regional de Curitiba do IAP.

Além disso, os estudantes também conheceram o Sistema de Gestão Ambiental (SGA), desenvolvido pelo IAP e Celepar para auxiliar a gestão dos viveiros, licenciamento e monitoramento ambiental, e as legislações pertinentes à produção de mudas florestais.

REFERÊNCIA – O Paraná é referência nacional em políticas públicas para incentivar a recomposição de florestas. O Estado foi o primeiro do Brasil a produzir mudas de espécies florestais nativas para entregar gratuitamente a pessoas que desejam recompor o meio ambiente.

De setembro de 2016 a setembro de 2017 foram doadas 1,18 milhão de mudas produzidas pelo IAP. Os pedidos são feitos principalmente por pequenos produtores rurais que precisam fazer restauração ou recuperação da mata ciliar, reservas legais e adensamentos florestais.

Atualmente, o IAP possui 19 viveiros no Estado, com capacidade para produzir até 10 milhões de mudas por ano, e dois laboratórios de sementes que coletam e armazenam mais de 80 espécies florestais nativas do Paraná.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Captcha Image Carregar outra imagem