Histórico

O Instituto Ambiental do Paraná - IAP, entidade autárquica, foi instituído em 1992, através da Lei Estadual nº 10.066, de 27 de julho, com a criação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente.

É sucessor de instituições como o Instituto de Terras, Cartografia e Florestas - ITCF, criado em 1923 a partir da Inspetoria de Terras e Colonização.

Há mais de 100 anos, o Estado do Paraná, vem desenvolvendo o seu serviço de cartografia oficial, originariamente através do antigo DGTC – Departamento de Geografia, Terras e Colonização. A intervenção no processo de disciplinamento da ocupação do território foi adotada no ano de 1892, com a edição da Lei de Terras de nº 68.

                                                      Sede do IAP, em Curitiba, em 2014        Sede do IAP, em Curitiba, em 2014

                                                      Sede do IAP, em Curitiba, em 2014          Sede do IAP, em Curitiba, em 2014
Edifício sede do Instituto Ambiental do Paraná e dos laboratórios da Diretoria de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição, em Curitiba, no ano de 2014.



Origens do IAP

Em 1992, houve a fusão da Superintendência dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente - SUREHMA e do Instituto de Terras, Cartografia e Florestas – ITCF, dando origem ao atual Instituto Ambiental do Paraná – IAP, hoje vinculado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – SEMA.

 

 

  

 

 

O edifício sede do Instituto Ambiental do Paraná e o dos laboratórios da então Coordenadoria de Estudos e Padrões - CEP, em Curitiba, na década de 1990.


 

Origens do IAP – ITCF

O Instituto de Terras, Cartografia e Florestas - ITCF, teve sua origem, em 1923 na Inspetoria de Terras e Colonização.

Em 1928, passou a ser o Departamento de Terras e Colonização do Estado.

Em 1942 evoluiu para Departamento de Geografia, Terras e Colonização – DGTC.

Em 1947, mudou seu regime, passando ser a Fundação Paranaense de Colonização e Imigração – FPCI.

Em 1972, por força da Lei Estadual nº 6.316 de 20 de setembro foi transformado em Fundação Instituto de Terras e Cartografia – ITC.

Em 1985, através do Decreto Estadual nº 5799, de 26 de junho, alterou o Estatuto do ITC, acrescentando as atribuições relativas à proteção florestal, constituindo o Instituto de Terras, Cartografia e Florestas - ITCF.


Origens do IAP – ARH

Formou-se através dos laboratórios em 1968, no antigo Departamento de Águas e Esgoto - DAE.

Em 1973, foi incorporado pela Administração de Recursos Hídricos – ARH, autarquia responsável pela gestão dos Recursos Hídricos do Estado com atribuições entre outras, do controle de poluição.

Em 1978, com a aprovação do Decreto Estadual no 5956, de 06 de dezembro a Administração dos Recursos Hídricos, ARH passou a denominar-se SUREHMA – Superintendência dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente.

Em 1983, em 24 de junho foi aprovado regulamento da estrutura Organizacional básica da SUREHMA, através do Decreto Estadual nº 1062.

Recomendar esta página via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Captcha Image Carregar outra imagem