IAP

23/10/2019

IAP participa de seminário internacional sobre restauração ecológica do Rio Paraná e das Araucárias

O evento reuniu representantes de diferentes estados do Brasil, Argentina e Paraguai para discutir restauração da Mata Atlântica e gestão compartilhada da ecorregião do Alto Paraná. O IAP doou mudas de árvores para restauração desses corredores.

 

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) participou, nos dias 17, 18 e 19 de outubro, do III Seminário do Corredor de Biodiversidade do Rio Paraná e do I Seminário do Corredor de Biodiversidade das Araucárias. Os encontros ocorreram no Refúgio Biológico Bela Vista - Itaipu Binacional - e no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do iguaçu.

O evento reuniu representantes de diferentes estados do Brasil, Argentina e Paraguai para discutir restauração da Mata Atlântica e gestão compartilhada da ecorregião do Alto Paraná.

O IAP doou mudas de árvores para restauração dos corredores. “A participação do IAP foi ressaltada como fundamental no projeto com a doação gratuita das mudas, bem como na propagação de conhecimento técnico especilizado na implantação de modelos e técnicas de restauração ecológica”, comenta a coordenadora do Departamento de Estratégias para Conservação do IAP, Mariese Muchailh.

MONITORAMENTO - O monitoramento da gestão dos corredores foi o tema da terceira mesa redonda. Representantes do BNDES e do Mater Natura apresentaram resultados e o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, em conjunto com Kawa, falaram sobre a utilização de geotecnologia no processo de monitoramento.

Mariese apresentou o Sistema de Monitoramento da Biodiversidade de Serviços Ecossistêmicos do Estado do Paraná (Siga-Bio) - iniciativa do IAP, em parceria com o Simepar e Celepar, que está em fase de elaboração e será de grande importância para o monitoramento da fauna, flora e projetos de restauração ecológica.

Essas tecnologias são positivas para coordenar os projetos de restauração e também para registrar a recuperação da vegetação nativa local.

PROJETO – O projeto Corredores de Biodiversidade é patrocinado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e executado pelo Mater Natura. O objetivo é implantar ações de restauração ecológica no território dos Corredores de Biodiversidade do Rio Paraná e das Araucárias.

Nestas unidades de planejamento territorial foram formadas as Redes Gestoras, constituídas por instituições governamentais, da sociedade civil organizada, da iniciativa privada e de pesquisa, que atuam para a construção de agendas conjuntas de trabalho. Neste cenário, 18 parceiros apoiam a restauração de seis áreas, totalizando 351 hectares em diferentes contextos socioambientais localizados nos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

 

Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em:
https://www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Captcha Image Carregar outra imagem