Caminho do Itupava - Informações Gerais
Informações Gerais  |   Biodiversidade  |   Localização e Acesso  |   Atrativos e Atividades  |   Informações aos Visitantes  |  

No início do século XVII, caçadores de índios e garimpeiros de ouro, povoadores dos campos de Curitiba, aproveitaram remotas trilhas indígenas para desafiar o gigantesco maciço da Serra do Mar que separava o litoral do planalto. Atravessaram a densa floresta Atlântica, cruzaram córregos turbulentos, ladearam precipícios, passaram por atoleiros e pedrarias, constantemente flagelados pela umidade tropical, chuvas intensas e compactas neblinas. Assim nasceram os caminhos coloniais que serviram à construção da sociedade paranaense.

Por quase 250 anos o Caminho do Itupava foi a principal via de comunicação entre o litoral e o planalto curitibano. Somente em 1873, com a abertura da estrada da Graciosa, e doze anos após, com a efetivação da Estrada de Ferro Paranaguá Curitiba, o caminho caiu em desuso. Com a extensão original de aproximadamente de aproximadamente 55 quilômetros, o caminho ´partia do Largo Bittencourt onde hoje se localiza o Círculo Militar do Paraná em Curitiba, passando por Borda do Campo, em Quatro Barras, e atravessando a íngreme Serra do Mar até chegar a Porto de Cima, em Morretes. Tropas desciam carregadas de erva-mate, fumo, carne seca, couros, cereais, entre outros. Na subida eram transportados