Parque Estadual de Vila Velha - Informações aos Visitantes
Informações Gerais  |   Lenda de Vila Velha  |   Biodiversidade  |   Geologia  |   Localização e Acesso  |   Atrativos e Atividades  |   Informações aos Visitantes  |   Infraestrutura  |   Plano de Manejo  |   Ficha Técnica  |  

Horário de Funcionamento
O Parque funciona de quarta-feira a segunda-feira das 08:30 às 15:30 horas. É aconselhável para melhor aproveitar o passeio, chegar ao Parque no período da manhã ou logo após o almoço (13:00 h), devido a extensão do trajeto e tempo necessário para visitar todos os atrativos.

Agendamento
O agendamento de grupos organizados (excursões e escolares) acima de 15 pessoas deve ser feito com antecedência, junto à administração do Parque, pelo telefone (42) 3228-15 39. Estes grupos terão acompanhamento de monitores durante todo o trajeto

Taxas de Visitação: Portaria que Institui a taxa de ingresso

Arenito
  • Valor Integral: R$ 15,00
  • Descontos:
  • Brasileiros: R$ 10,00
  • Residentes em Ponta Grossa (com comprovante de residência): R$ 5,00
  • Estudantes (com carteirinha): R$ 5,00

Lagoa Dourada
  • Valor Integral: R$ 10,00
  • Descontos:
  • Brasileiros: R$ 8,00
  • Residentes em Ponta Grossa (com comprovante de residência): R$ 4,00
  • Estudantes (com carteirinha): R$ 4,00

Isentos (subsídio para brasileiros)
  • Escolas públicas, desde que agendadas previamente (exceto finais de semana e feriados)
  • Menores de 06 anos
  • Maiores de 60 anos
  • Pesquisadores devidamente autorizados
  • Portadores de deficiência física
  • Servidores públicos quando no exercício de suas funções
  • Os guias de turismo e motoristas de excursões quando em serviço no Parque
  • Os escoteiros quando em atividade de educação ambiental e em grupos agendados

Os valores arrecadados na Bilheteria são revertidos integralmente na estruturação e manutenção do Parque.

Materiais a Levar
Roupas leves, calçados adequados e confortáveis, protetor solar, chapéu e máquina fotográfica são importantes para uma boa caminhada.

Atividades Proibidas
  • Qualquer tipo de comércio ambulante na área do Parque;
  • Atividade esportiva, desportiva com caráter competitivo ou similar (rapel, rally, motocros, corrida de aventura e outros) que possa incorrer em danos ao Parque;
  • O ingresso e a permanência no Parque de pessoas portando armas, materiais, ou instrumentos destinados ao corte, caça, pesca, equipamentos que causem distúrbios sonoros, ou qualquer outra atividade que possa provocar prejuízo aos recursos naturais, com exceção para o pessoal autorizado pelo IAP, relacionados a trabalhos de pesquisa, fiscalização, vigilância e manutenção;
  • Caça, pesca, coleta e apanha de peças do meio físico e de espécimes da flora e da fauna em todas as zonas de manejo, ressalvadas aquelas com finalidades científicas, desde que autorizadas pelo IAP – Departamento de Unidades de Conservação da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas (DIBAP);
  • Alimentar animais;
  • Consumir bebida alcoólica no Parque;
  • O uso de fogueiras;
  • Fazer churrascos;
  • Acampamentos;
  • A entrada de animais domésticos.
Observação: Qualquer dano promovido pelo visitante sujeitará o mesmo às sanções previstas na legislação ambiental vigente.

Segurança
  • Obedeça a sinalização e a orientação dos funcionários e voluntários;
  • Evite caminhar sozinho ou em grupos muito grandes;
  • A visita ao Parque é realizada por trilhas. Evite danos ao meio ambiente permanecendo nas trilhas indicadas;
  • Em caso de acidente, procure avisar a administração do Parque o mais rápido possível;
  • No Parque há telefone público e o sinal para celular é bom;
  • Há um sistema de rádio comunicação que auxilia em casos de emergência.

Lembrete
  • Caminhando somente pelas trilhas você estará contribuindo para a conservação dos ecossistemas do Parque;
  • Traga seu lixo de volta;
  • Procure andar sempre em grupos pequenos;
  • Procure andar em silêncio, contemple a natureza, tire apenas fotografias;
  • Há, no centro de visitantes do Parque, uma lanchonete que dispõe de água, sucos, refrigerantes, sorvetes, salgados e lanches. Algumas opções de restaurantes são encontradas na área de entorno do Parque;
  • O Parque conta com uma equipe de voluntários que monitoram as trilhas e os orientam durante sua visita.

Clima

Regime térmico
A localização do Parque Estadual de Vila Velha, aliada a um regime de chuvas relativamente bem distribuídas, condiciona um clima ameno durante o verão, com invernos relativamente frios.

Os meses de janeiro e fevereiro são os mais quentes do ano, com temperatura média mensal de 21,4 C°, média das máximas de 27,2 C° e média das mínimas de 17,2 C°. O mês mais frio do ano é julho, apresentando média mensal de13,8 C°, média das máximas de 20,2 C° e média das mínimas de 9,1 C°. A temperatura média anual é de 17,4 C°

As temperaturas mais extremas (máxima absoluta e mínima absoluta) registradas na área do Parque desde 1954, oscilaram entre 36,2 C° em janeiro e -6 C° em julho, evidenciando as diferenças marcantes entre as estações do ano.

Regime pluviométrico
A região do Parque de Vila Velha apresenta um total anual médio de 1554 mm de precipitação. A estação chuvosa inicia-se em setembro, mas são freqüentes as ocorrências de períodos secos de curta duração (veranicos) durante o mês de novembro e início de dezembro. O mês de janeiro é o mais chuvoso do ano, totalizando uma média de 168 mm, seguido de fevereiro com 162 mm. Embora haja redução das chuvas durante o inverno, o volume médio é considerado satisfatório para atender a demanda hídrica das plantas, pois nesta época do ano as perdas por evaporação e transpiração também são reduzidas. O mês de agosto é o mais seco do ano, com precipitação média de 78 mm.

Nos meses de julho e agosto o número de dias com chuva é praticamente a metade dos meses de dezembro a março. O número de dias aproveitáveis para passeios no Parque é maior entre abril e agosto. Nos meses de janeiro e fevereiro, somente 50% dos dias, em média, não têm chuva.