Estação Ecológica do Caiuá - Biodiversidade
Informações Gerais  |   Biodiversidade  |   Localização e Acesso  |   Atrativos e Atividades  |   Informações aos Visitantes  |   Infraestrutura  |   Plano de Manejo  |   Ficha Técnica  |  

A Estação Ecológica do Caiuá tem sua área ocupada em sua maior parte por uma formação primária da Floresta Estacional Semidecidual, onde predomina a formação submontana, além de uma restrita faixa de formação aluvial, formada pelas inundações periódicas do Rio Paranapanema. A espécie arbórea mais expressiva da Floresta Estacional Semidecidual é a Peroba (Aspidosperma polyneuron) e é bem representada na Unidade com árvores de até 1 metro de diâmetro. Além da Peroba, o Amendoim (Pterogyne nitens), o Guarita (Astronium urundeuva), o Cedro (Cedrella fissilis), o Ipê-roxo (Tabebuia heptaphylla), o Ipê-tabaco (Zeyheria tuberculosa), a Canafístula (Peltophorum dubium), o Jatobá (Hymenaea Courbail), o Jequitibá (Cariniana legalis) e o Pau-óleo (Copaifera langsdorffii), o guanandi (Calophyllum brasiliense) também aparecem em grandes quantidades.

Entre a fauna podemos destacar: Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla), Tatu-galinha (Dasypus novemcinctus), Macaco-prego (Cebus apella), Paca (Agouti paca), Preá (Cavia aperea), Capivara (Hidrochaeris hidrochaeris), Lontra (Lontra longicaudis), Gato-do-mato (Felis sp.), Jaguatirica (Felis pardalis), Biguá (Phalacrocorax brasilianus), Garça-branca-grande (Egretha alba), Urubu-rei (Sarcoramphus papa), Gavião-tesoura (Elanoides forficatus) e Jacu (Penelope obscura).

OBS* Não alimente nem assuste os animais e não se esqueça que para conseguir observá-los é necessário silêncio e paciência, além de acompanhamento dos guias da Unidade.