Parque Estadual da Cabeça do Cachorro - Informações Gerais
Informações Gerais  |   Localização e Acesso  |   Atrativos e Atividades  |   Informações aos Visitantes  |   Biodiversidade  |   Plano de Manejo  |   Infraestrutura  |   Ficha Técnica  |  

O Parque Estadual Cabeça do Cachorro possui uma área de 60,98 hectares e localiza-se no município de São Pedro do Iguaçu, na região extremo-oeste do Estado do Paraná. Em 1982, a área do atual Parque foi doada pelo Banco do Estado do Paraná ao ITCF atual IAP, que, entendendo a importância de preservar a vegetação e a fauna ali existentes, efetuou a criação de uma Unidade de Conservação Estadual. 

Essa área, hoje um Parque Estadual, foi criada como Área de Relevante Interesse Ecológico – ARIE em 27 de novembro de 1990, através do Decreto n° 7.456. Porém, visando à adequação à legislação vigente (Lei n° 9.985, de 18 de julho de 2000, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza - SNUC) e o manejo adequado de acordo com as características específicas e usos atuais da UC, foi instalado o processo de recategorização. Por ser uma UC de proteção integral da categoria Parque, seus objetivos de proteção da fauna e flora e da abertura a pesquisas então associados a visitação pública, com fins de lazer, recreação e principalmente educação ambiental. 

A área do Parque é considerado um dos poucos fragmentos florestais da região, está inserido no Corredor Iguaçu – Ilha Grande com o objetivo de possibilitar a conexão com outras Unidades de Conservação através das suas matas ciliares, tornando-se assim, de grande interesse à conservação. Para o Estado do Paraná, o Parque traz uma série de benefícios, como a proteção da Floresta Estacional Semidecidual Submontana. Além da proteção à biodiversidade, esta Unidade se encontra aberta à visitação, permitindo o turismo, educação ambiental e a realização de pesquisas científicas. 
    
A Unidade de Conservação tem como objetivo de criação, garantir a proteção de um dos últimos remanescentes florestais da Floresta Estacional Semidecidual na região oeste do Paraná que abriga representantes de fauna e flora ameaçados de extinção como o pau-marfim, cabreúva, jaracatiá, pacas, cotias, tucanos, entre outros.


Origem do Nome e Histórico de Criação
O nome PE Cabeça do Cachorro está vinculado com o formato de sua área, ou seja, assemelhando-se com o perfil da cabeça de um cachorro. A ARIE foi criada em 27 de novembro de 1990, pelo Decreto n° 7.456 e encontra-se em processo de recategorização para Parque Estadual.


As informações sobre o Parque Estadual da Cabeça do Cachorro constantes neste site foram retirados de seu Plano de Manejo, elaborado em 1988 e revisado em 2006.