Instituto Ambiental do Paraná (http://www.iap.pr.gov.br)

Parque Estadual de Ibicatu - Informações Gerais
 
O Parque Estadual Ibicatu foi criado através do Decreto 4.835 de 15 de fevereiro de 1982, às margens do Ribeirão Tenente e do Córrego Palmital, e protege uma área de rico patrimônio natural dos municípios de Centenário do Sul e Porecatu no Estado do Paraná.

Tem como objetivo principal preservar parcela da floresta que ocorria na região, habitat natural da fauna e flora típicos da Floresta Estacional Semidecidual porém com características de transição apresentando interessantes vestígios de vegetação pretérita de ocorrência em climas mais secos, contendo espécies raríssimas em solo roxo, o que suscita estudos mais profundos. Esta Unidade de Conservação contribui para preservação da biodiversidade natural, visando à proteção da fauna e da flora nativa especialmente em perigo de extinção ou ameaçada na região, conservando os recursos genéticos e também propiciando a recuperação natural de vegetação nativa onde em outras épocas ocorreu uma exploração seletiva com retirada de exemplares das espécies da madeira nobre, inclusive recuperando algumas áreas antes convertidas para uso agrícola.

Atualmente com 302,74 ha, após ampliação através do Decreto 5181 de 30 de julho de 2009, quando houve o acréscimo de 245,73 ha à área original de 57,01 ha, o Parque que integra o patrimônio natural do Estado do Paraná, também possibilita atividades de recreio e educação ambiental, bem como permite atividades de pesquisa científica, especialmente de caráter biológico ou ecológico.

Entre os atrativos do parque, destaca-se a visitação orientada além de banhos de rio e piqueniques.


Origem do Nome e do Parque


O Parque foi criado através de um acordo com o proprietário da Fazenda Jangadinha, quando a área de floresta que era parte da reserva legal desta e a porção mais preservada, foi permutada por área equivalente já explorada, considerada terra devoluta.

Seu nome foi escolhido através de concurso realizado entre estudantes das escolas da região e era o nome da fazenda mais antiga da região, a qual se denominava Ibicatu.

Mais recentemente, após estudos técnicos se buscou ampliar a área do Parque para proteger melhor os recursos naturais do entorno e propiciar condições mais adequadas de sobrevivência de espécies da flora e fauna nativas, utilizando princípios de ecologia da paisagem. Assim foram incluídas áreas com potencial de preservação e reforçados os Corredores de Biodiversidade do entorno, visando a manutenção de processos ecológicos.


Abrangência Regional

O Parque Ibicatu tem se mostrado um importante atrativo regional, atraindo cerca de 3000 visitantes por ano não só dos municípios onde está localizado que são Centenário do Sul e Porecatu, como também de outros municípios tanto do Paraná quanto de outros estados, principalmente de São Paulo, por estar localizado próximo da divisa.

Em 2011 recebeu visitantes de 50 cidades sendo 27 cidades do Paraná incluindo localidades mais distantes como Curitiba e Toledo e 23 cidades de outros estados, predominando do estado de São Paulo, de onde recebeu visitantes de 15 cidades, e mais visitantes de 07 outros estados, sendo MS, AP, SC, MT, BA, MG e RJ.

Em 2012 o Parque recebeu visitantes de 56 cidades sendo 35 cidades do Paraná incluindo localidades mais distantes como Curitiba e Francisco Beltrão e de 21 cidades de outros estados, predominando do estado de São Paulo, de onde recebeu visitantes de 17 cidades, e mais visitantes de 04 outros estados sendo AP, SE, RO e RS.

O Parque é patrimônio e responsabilidade de todos.

Aproveite sua estada para desfrutar da beleza da natureza e volte sempre – a natureza está sempre se renovando.


As informações sobre o Parque Estadual Ibicatu constantes neste site foram retiradas de seu Plano de Manejo, elaborado em 1991.


Endereço no site: http://www.iap.pr.gov.br/modules/ucps/aviso.php?codigo=85