Controle e Erradicação de EEI em Unidades de Conservação

As Unidades de Conservação de proteção integral têm por objetivo proteger amostras importantes da flora e fauna características de regiões fitogeográficas do Paraná, e são as maiores depositárias da biodiversidade do nosso Estado.

A presença de espécies exóticas nas unidades de conservação é prejudicial à conservação porque as mudanças por elas causadas ao ambiente podem levar a extinção de espécies nativas e à consequente perda de biodiversidade. Erradicar espécies exóticas das unidades de Conservação é um trabalho primordial para manter a qualidade ambiental e assim garantir a conservação das espécies nativas.

O IAP está implantando no Estado um plano de ação para erradicação de espécies vegetais exóticas em todas as Unidades de Conservação de Proteção Integral atendendo a Portaria 192/05.
 
Neste trabalho foram realizados:

  • Diagnósticos nas Unidades de Conservação de Proteção Integral onde foram constatadas a presença de espécies exóticas em todas;
  • Elaboração de planos de ação para o controle e erradicação;
  • Início de retirada de EEI em algumas UCs.
Recomendar esta página via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Captcha Image Carregar outra imagem